Google+ Followers

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Valse de C

Desce desse palco alto
Sobe no meu bonde
Que eu te mostro onde
Meu sonho começa
Vem sem muita pressa
Que o tempo é nosso
E me diz que eu posso
Te pedir uma dança
Ficam na lembrança
Os passos girantes
E você elegante
Me sorrindo diz
Que para ser feliz
Um compasso já basta
Arrasta esse tecido
Do vestido branco
De véu sobre o rosto
Escondendo gosto
Na simplicidade
Não dói a verdade
Dita com jeitinho
Afasta com carinho
Os móveis da sala
Espalhando os brinquedos
Vem brincar sem medo,
Com nossas crianças
Pois a vida passa
Tão depressa, preta
Que quase ameaça
Nem ser de verdade
Ser somente uma grande brincadeira...




Nenhum comentário:

Postar um comentário